Logon
portais Abrapp UniAbrapp Sindapp ICSS

REVISTA DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR FECHADA


ICSS TRAZ NOVIDADES PARA A QUALIFICAÇÃO PROFISIONAL

Revista Nº 401 -

​RESUMO REVISTA RFP 401 (Clique aqui​ e veja a revista completa)

ICSS TRAZ NOVIDADES PARA A QUALIFICAÇÃO PROFISIONAL

Conheça a Revista Fundos de Pensão Digital com acesso gratuito e ilimitado, disponível no aplicativo  APP Banca Fundos de Pensão, cujo download pode ser feito na App Store e Google Play.​​​

 GESTÃO INTEGRADA DE ATIVOS E PASSIVOS

 "O avanço da SBR requer o aprimoramento da gestão dos riscos via um maior entrosamento entre as áreas atuarial e de investimentos"​

Sob o ponto de vista do risco, a gestão integrada de ativos e passivos é uma tarefa que exige não apenas o alinhamento total entre as práticas de gestão e de supervisão baseadas em riscos, levando em conta, também, a evolução permanente do ambiente regulatório na Previdência Complementar Fechada. O esforço demanda ainda a constante capacitação e uma maior interação entre os profissionais que atuam nas diversas áreas da gestão dos planos de benefícios. Para completar, será preciso intensificar o trabalho de educação financeira e previdenciária dos participantes, com atenção especial à compreensão do conceito de poupança de longo prazo.

A COLABORAÇÃO EFICAZ ENTRE INVESTIDORES: AUMENTANDO A INFLUÊNCIA SOBRE O FUTURO​

"A colaboração efetiva depende de alguns fatores em especial, o alto nível de confiança entre os membros de um determinado grupo, bem como ideias e interesses compartilhados.".​

O presente artigo visa dar continuidade à pesquisa iniciada, em 2007, pelo Rotman International Centre for Pension Management (ICPM) acerca da eficácia das iniciativas que promovem a colaboração entre os investidores. Um dos principais pontos de interesse do trabalho conduzido até o momento é saber como tal colaboração pode ajudar a lidar com as deficiências do sistema financeiro que afetam tanto os investidores institucionais quanto os participantes de planos de benefícios.

300 MAIORES FUNDOS SOMAM US$ 15 TRILHÕES EM ATIVOS

"Busca pela diversificação leva à reformulação dos processos de governança e à terceirização de serviços"

 

Os ativos dos 300 maiores fundos de pensão e fundos soberanos do mundo cresceram mais de 3% em 2014, superando, pela primeira vez, a marca dos US$ 15 trilhões. Os dados são de um levantamento intitulado "P&I/ TW 300 Analysis", de autoria da consultoria Towers Watson e do periódico especializado Pensions & Investments. Publicado em meados de setembro, o estudo indica que o crescimento dos ativos é resultado do aumento da poupança previdenciária

nos países desenvolvidos, o que se deve, em parte, ao envelhecimento das populações e à criação de incentivos que visam erradicar a pobreza na idade avançada.

DIVERSIFICAÇÃO EM TEMPOS TURBULENTOS

"Em médio prazo, será vital contar com carteiras bem diversificadas para explorar os retornos fora do mercado da dívida pública."

A dificuldade de prever cenários diante de um quadro em que os fatores de instabilidade política pesam mais sobre os preços dos ativos do que os fundamentos técnicos da Macroeconomia é um dilema particularmente complexo para o desenho das políticas de investimento dos fundos de pensão neste final de ano.

FUNDOS ESTRANGEIROS APOSTAM NA EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL

"Pesquisa da Associação de Fundos de Luxemburgo indica limites, motivações e estratégias para os fundos de pensão investirem no exterior"

A forte migração dos planos BD para CD, o envelhecimento da população e a crescente pressão para que sejam oferecidos benefícios de valor adequado são fatores que levam os gestores de fundos de pensão a buscarem retornos mais elevados via a diversificação das carteiras, seja em termo de classes de ativos ou exposição geográfica. Segundo especialistas,

uma das formas mais eficazes de diversificação é via a exposição internacional, e muitos fundos de pensão ao redor do mundo já se deram conta disso. Na medida em que cresce o volume de ativos geridos pelas entidades previdenciárias, aumentam também os investimentos

no exterior, principal assunto abordado por pesquisa conduzida pela PwC a pedido da Associação de Indústria de Fundos de Luxemburgo (ALFI).

Voltar
endereço Av. das Nações Unidas, 12551 - 20º - São Paulo - SP - CEP:04578-903
telefone Tel.:(11)3043-8783/8784/8785